segunda-feira, 27 de maio de 2013

ADÉLIA PRADO NO DIÁRIO DOS PENSADORES


POEMAS EM UMA QUADRA - Nº 01


Enzo Carlo Barrocco



A LUZ DO FIM DO MUNDO

A luz nascedoura
nos confins do mundo
em breve pousará
no teu telhado.


UM POEMA PARA CADA DIA

Digo do azul
nesse céu aberto,
olhos curiosamente atentos
à beleza da hora.


AS DORES DA GUERRA

Ruas destruídas,
paredes vazadas, abandono;
à noite as metralhas
tencionam a barbárie. 


sexta-feira, 17 de maio de 2013

FLORES DE TRACUATEUA – Canto nº 14


Enzo Carlo Barrocco


CIÊNCIA E RELIGIÃO
Não quero a intransigência
Dos fanáticos e/ou ateus,
A religião é uma ciência
Da mente sóbria de Deus.


A CHUVA FECHOU A TARDE
A chuva fechou a tarde
Como igual jamais se viu,
Trovões e raios - um alarde,
É dia vinte de abril.


OS TRABALHADORES DOS CAFEZAIS
Um forte sol que abafa
O tempo é uma covardia,
Teremos ótima safra,
Vem batendo meio-dia.


O ARTESÃO
Nunca, nunca me dei conta
Do que eu poderia fazer;
Hoje a arte me aponta,
Hoje a arte me vê.


HOLOCAUSTO AMAZÔNICO
Árvores mortas, a verdade,
O fogo leva de arrasto 
Toda a biodiversidade
Dando vez a um novo pasto. 

quarta-feira, 15 de maio de 2013

LANÇAMENTO DO LIVRO PAISAGEM AMAZÔNICA E OUTRAS PAISAGENS

ESTE É O MEU LIVRO "PAISAGEM AMAZÔNICA E OUTRAS PAISAGENS" PUBLICADO ARTESANALMENTE, COM SONETOS E POEMAS LIVRES.

PREÇO: R$ 15,00
98 PAGINAS
ENCOMENDE UM EXEMPLAR PELO E-MAIL:
efraimpinheiro@hotmail.com




















COMENTÁRIO DO POETA NICODEMOS FIG SOBRE O LIVRO


O POETA DIVERSO

O poeta Enzo Carlo Barrocco, depois de alguns anos de produção literária, resolveu publicar artesanalmente seus poemas que tendem para realidade amazônica, embora não tenha se distanciado de outros assuntos. Dentro da poesia, os escritos deste poeta paraense alcançam outras vertentes, embora não estejam incluídas neste livro. A trova, o hai-kai, o poetrix, a microtrova entre outros, são gêneros que o poeta busca em seu incessante embate com a palavra escrita. Em “Paisagem Amazônica e Outras Paisagens”, o leitor tem a oportunidade de entrar em contato com os sonetos e os poemas livres que são gêneros especialíssimos dentro do contexto poesia deste vasto campo chamado literatura.


Nicodemos Fig
Poeta e Tradutor

sexta-feira, 3 de maio de 2013

HAI-KAIS - 26ª TRÍADE


Enzo Carlo Barrocco



A madrugada fria
uns galos cantam distantes
casas isoladas.

 ***

Sombras nos caminhos,
pousados às pontas dos galhos
passarinhos álacres.

*** 

A noite veio rápida,
a vila à margem da estrada –
luz de lamparinas.

quinta-feira, 2 de maio de 2013

A PAISAGEM EM FRENTE

Enzo Carlo Barrocco















Por dez dias o tempo pardo
pousa na paisagem em frente,
o dia não se faz quente
destarte, me queimo e ardo.

Espero o sol nas vidraças
nos dias subseqüentes,
meus olhos resplandecentes
perdem-se nas rimas crassas.

Meu verso desavisado 
dos enfisemas dos dias
derrama-se pela laje

quarada de poesias
pousam na paisagem em frente
meus olhos resplandecentes.