segunda-feira, 29 de outubro de 2012

OS GÊNIOS DAS TINTAS - MARC CHAGALL


O CRIADOR...



















MARC CHAGALL (Vitebsk 1887 - Saint Paul de Vence, França 1985) pintor, ceramista e gravurista surrealista francês nascido na Rússia



... E A CRIATURA



















O Soldado Bebe (La soldat Boit). . Óleo sobre tela. 109,8 x 94,7 centímetros. O Solomon R. Guggenheim Museum, Nova York, NY, EUA.



terça-feira, 23 de outubro de 2012

RALFH FIENNES : UM ENFERMO NAS MÃOS DE BINOCHE


por Enzo Carlo Barrocco

UM IMPACIENTE SOL SAARIANO




















FILME: O PACIENTE INGLÊS (The English Patient) – Aventura – EUA - 2007 – 2h42. Direção: Anthony Minguella. Com Ralfh Fiennes, Juliete Binoche, Kristian Scott Thomas, Willen Dafoe, Neveen Andrews, Colin Firth, Julian Wadhan, Jürgen Prochnow.

No Saara, Almasy (Fiennes), um aristocrata europeu, liderando uma expedição , organizada por uma sociedade, sofre um acidente de avião, ficando com queimaduras graves. É acolhido num mosteiro pela enfermeira canadense Hanna (Binoche) que cuida de sua doença, no final da 2ª Guerra Mundial. Nesse meio tempo recorda um tórrido romance com uma mulher casada (Thomas). Um bom trabalho com belíssimas imagens de John Seale, embora seja a típica história de um amor impossível entre um homem rico e uma mulher casada em meio a uma guerra. O “Paciente Inglês”  levou nove Oscars, inclusive o de melhor filme.


segunda-feira, 22 de outubro de 2012

O DIA PARTIDO AO MEIO


Enzo Carlo Barrocco




















Serena rua assentada
nos confins do arrabalde,
muitos poços enfileirados
cada qual seu próprio balde.

Os quintais sem ser murados
à lua do sol se bronzeiam,
são áreas iluminadas;
alguns insetos volteiam.

Serena rua distante
toda provida de enleio,
vem batendo 12 horas,

crianças no entremeio.
Um poema ensolarado
o dia partido ao meio.


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

PÉROLAS DE CARANANDUBA - CANTO Nº 13



Enzo Carlo Barrocco


PONTE AÉREA
Ai, meu Deus, eu não confio
nessas estradas de vento!
Para mim é um tormento
a rota São Paulo – Rio.

TARDES AMAZÔNICAS
Os pássaros revoantes
diante de um sol poente;
não há ninguém que lamente.
Que tardes desconsertantes!

DESCASO MUNICIPAL
A cidade não tem jeito,
quanto lixo acumulado;
porém só tem um culpado:
evidente é o prefeito.

TUDO A SEU TEMPO
Por favor, mantém a calma
tudo irá se resolver!
Deus, atento, tudo vê
o que vai na tua alma.

OS COBRADORES DE DÍZIMOS
As igrejas são celeiros
de reais, de euros, liras,
uma chusma de pipiras
num pomar de mamoeiros.


quarta-feira, 17 de outubro de 2012

ALCEU VALENÇA E A MÚSICA NO JIRAU



















CD: FORRÓ  DE TODOS OS TEMPOS (1988)

INTÉRPRETE: ALCEU VALENÇA

GRAVADORA: SONY MUSIC




Alceu Valença com esse CD quis homenagear os forrozeiros nordestinos. Apenas a primeira música “Eu quero ver você dizer que sou ruim” (Alcimar Monteiro / Valença / Aracílio Araújo) se afasta do pretendido do disco. É a arte musical do nordeste representada por esse pernambucano que ama e  admira a sua música. Para quem gosta dos ritmos nordestinos vai encontrar neste trabalho um ótimo motivo para escutar música. “Forró de Olinda” (João de Lima / Aracílio Araújo), “Baião” (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira), “O Canto da Ema” (João do Vale / Ayres Viana / Alvertino Cavalcante), “O Xote das Meninas”  (Zé Dantas / Luiz Gonzaga), “Essa Menina” (Aracílio Araújo), “Rima com Rima” (Valença), “Cantiga do Sapo” (Buco do Pandeiro / Jackson do Pandeiro) são algumas das 13 músicas incluídas neste CD. “À Valança” que temos Alceu!