quarta-feira, 26 de outubro de 2011

HAI-KAIS - 21ª TRÍADE

Enzo Carlo Barrocco



A branca manhã,
Nascendo num céu nublado
Galhos congelados.

***

Campos abertos -
Uns pássaros revoam um charco
De buritizeiros.

***

Estrada antiga,
Uma ponte de madeira -
Regato lento. 


sexta-feira, 21 de outubro de 2011

ZÍBIA GASPARETTO NO DIÁRIO DOS PENSADORES

 

"O segredo da felicidade é escolher a comédia e largar o 

drama".

















Zíbia Gasparetto (Campinas 1926) contista, romancista cronista e médium paulista





LUZ



Enzo Carlo Barrocco


Luz
se assombra
se alonga
no teu rosto
crepúsculo vário
divide o tempo
divulsão
depois da tarde
arde a vela
bela madrugada
luz.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

A TENDA DOS BLOGUEIROS - Versos & Rimas - José Fernando Nandé

 

As rosas que morrem


Cultivo um jardim
Para a vida breve da rosa
Cultivo um jardim
Para a eterna alegria de teus olhos

A rosa vai morrer
O próprio jardim é seu feliz cemitério
Assim, ao cultivar o belo, expresso meu desejo 
De que a eterna alegria que dou aos teus olhos
Tenha em tua alma magnífico túmulo.





segunda-feira, 17 de outubro de 2011

KIT ARTESANATO

 
KIT ARTESANATO

Caso se interesse, contate-me.

(91) 8811.5116
(91) 3245.6393
(91) 4005.7734
EFRAIM  PINHEIRO
e-mail: efraimpinheiro@hotmail.com 
                                            
KIT ARTESANATO
         

Uma sacola
Um porta-caneta
Uma caixinha
Um porta-retrato   
Um bloco de anotações
Um lápis

Várias padronizações

05 PEÇAS E MAIS O LÁPIS
Preço: R$ 10,00

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

SARASATE

Enzo Carlo Barrocco




Era uma luz rondando os muros;

lua amarela nas paredes silentes.

Como a madrugada vinha alta

somente os grilos mastigavam o tempo.



As parcas estrelas mantinham-se inertes

sobre o pouco de vida dos guardas sonolentos.



Sobreveio uma trama dos confins dos ergástulos.

 

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

3ª TRÍADE DE MINICONTOS


Minicontos

por Enzo Carlo Barrocco



PÁTRIA AMADA, BRASIL...

O trôpego mendigo encontrou na rua uma velha bandeira brasileira.  Amassada, suja, rasgada. À noite, ao pé da coluna do elevado, dormia tranquilamente embrulhado nela.


DESCARGA

Sob a marquise falava ao celular, protegida da pesada chuva. Um raio atingiu violentamente o aparelho ligado. Neste momento o rabecão recolhe o corpo fulminado.


BOTE

À madrugada a lua caminhava sobre a copa das árvores. Benício, de anzol e poronga, despercebido da jibóia se esgueirando, se acocorou em cima do tronco atravessado sobre o “furo”.



FLORES DE TRACUATEUA - CANTO Nº 2


Enzo Carlo Barrocco


LAVOURA DE ESTRELAS
A noite se escoa e bela
pelos telhados das casas,
do vão da minha janela
colho estrelas, vivas brasas.



O CONSELHO DO POETA
Ao me ler, caro leitor,
peço contrito num rogo:
lido o verso podes pôr
o livro todo no fogo.


MALÍCIA
A mulher sempre nos ganha,
nos atiça, nos atiça,
depois um processo e a manha
no Tribunal de Justiça.



RETRIBUIÇÃO
Dá o que podes, a vida,
a quem te peça ou não peça,
e ser-te-á retribuída
a bondade e vice-versa.


 

O PESCADOR DE INFINITO
No mar terno de um sonho
pescando a idéia do verso
a bailar meu barco ponho
na imensidão do universo.

JIMI HENDRIX NO DIÁRIO DOS PENSADORES

“Quando o poder do amor superar o amor pelo poder, o mundo conhecerá a paz”.

- Jimi Hendrix Seattle 1942 Londres  1970) instrumentista, cantor e compositor americano