sexta-feira, 6 de março de 2009

HAI-KAIS - 13° Terceto


Enzo Carlo Barrocco


Chuva rápida,
o sol voltou mais forte -
incenso da terra.

#

Sombras nos caminhos,
o sol se esconde entre as árvores -
quatro bem-te-vis.

#

Roupas na cerca,
clara manhã de janeiro.
A lavadeira canta.

PEROLAS DE CARANANDUBA - CANTO Nº 06


Enzo Carlo Barrocco


E-MAIL

Este caminho nos veio
belo, claro, virtual,
a luz incondicional
da garganta do e-mail.


ROSALICE

Rosalice (moça linda
ama alguém; de mim distante,
sem reclamos, obstante,
Rosalice eu ame ainda.


SONHOS

- Qual sonho tens mais sonhado?
- Por favor, meu caro, diga!
- Nenhum, pois o que me intriga
são os que tenho acordado.


UMA TAÇA DE VENENO

Meu amor era tão pouco,
meu amor não era pleno,
uma taça de veneno
receitada por um louco.


A LUA AZUL

Eu agora, claro vejo,
no teu corpo, rubro eito,
no limbo mar do teu peito,
a lua azul do desejo.


terça-feira, 3 de março de 2009

A MADRUGADA APONTA


Enzo Carlo Barrocco




Não sabemos que a madrugada
aponta
sobre nossos sonos,
que o silêncio repousa sobre as casas,
as ruas, as estradas...
Não notamos as coisas simples,
não percebemos como somos felizes
neste instante.

Que venha o orvalho sobre
o meu batente,
o vento fino nos umbrais da casa;
a noite é branda, suavíssima, calma.
Longe, sem que se possa definir onde,
um galo canta para a madrugada que segue.




segunda-feira, 2 de março de 2009

O DIÁRIO DOS PENSADORES - PÁGINA 36


Se os líderes lessem poesia, seriam mais sábios.

- Octávio Paz (Cidade do México 1914 – Idem 1998) poeta,

contista e ensaísta mexicano


Nossos amigos nos mostram o que podemos fazer; nossos inimigos

nos ensinam o que precisamos fazer.

- Goethe (Frankfurt 1749 – Weimar 1832) poeta, dramaturgo, ensaísta e romancista alemão


As dores do amor são tantas quanto as conchinhas da praia.

- Ovídio (Sulmona 43 a C. – Tomi, atual Constanta, Romênia 17 a C.) poeta romano


A entrada, em momento oportuno, vale por meia vitória.

- Coelho Neto (Caxias 1864 – Rio de Janeiro 1934) romancista, contista, novelista e poeta maranhense


Memória foi feita para esquecer.

- Friedrich Nietzsche (Röcken 1844 – Weimar 1900) filósofo alemão


A terra fez do homem o seu castigo.

- Pablo Neruda (Parral 1904 – Santiago 1973) poeta chileno


Enganam-se os que imaginam possível levantar uma nação rica e poderosa sobre os ombros de um povo explorado, doente, marginalizado e triste.

- Tancredo Neves (São João Del Rei 1910 – São Paulo 1985) político mineiro e ex-presidente da República


Não vemos as coisas como elas são, mas como nós somos.

- Anaïs Nin (Paris 1903 – Los Angeles, EUA 1977) novelista francesa


Costumo voltar atrás, sim. Não tenho compromisso com o erro.

- Juscelino Kubitschek (Diamantina 1902 – Em um acidente de carro em Resende, RJ 1976) político mineiro, ex-presidente da República


O que é a violência senão a razão dos desesperados.

- Jose Ortega y Gasset (Madrid 1883 – Idem 1975) filósofo e humanista espanhol


Existem coisas que só os intelectuais são loucos de acreditar.

- George Orwell (Nova Delhi 1903 – Londres 1950) romancista e ensaísta inglês nascido na Índia


Quem acende uma luz é o primeiro a beneficiar-se da claridade.

- Gilbert Keith Chesterton (Londres 1874 – Idem 1936) romancista e ensaísta inglês




A TENDA DOS BLOGUEIROS - eraOdito


carnavAIS

a bAterIa da escola na AvenIda a bunda do pAssIsta da mAdrInha da porta-bAndeIra a coisa mAIs linda na prAIa nas lAdeIras de olinda de minas gerAIs nas prAcInhas coloniAIs do recife nas orlas cArIocas nos bAIles gays nos salões tradicionAIs nos camarotes federAIs estaduAIs municipAIs nos ensAIos AssIm na tv para o brAsIl todo ver essa AlegrIa dos negros da bAhIa enquanto eu bato umAzInha em paz e por hoje é só meu amor e fUI e AI e só não vAI quem já gozou e eta danado e volto AquI só no dia dois de março e viva a putArIa e marAvIlha e beijos nessa bundinha do papAI e aquelabraço e valeu e té mAIs



do blog do Marcelino Freire



http://www.eraodito.blogspot.com/